EUA vão escolher novo avião leve de ataque

Home / Blog / EUA vão escolher novo avião leve de ataque
EUA vão escolher novo avião leve de ataque

Estão na final do programa OA-X o Super Tucano, o Beechcraft AT-6, o Textron Scorpion e Air Tractor AT-802L

EUA vão escolher novo avião leve de ataque. Após testes iniciais com os aviões Beechcraft AT-6 Wolverine, Sierra Nevada/Embraer A-29 Super Tucano, Textron Scorpion (único jato) e L-3/Air Tractor AT-802L Longsword na Base Aérea Holloman, no Novo México, a Força Aérea dos Estados Unidos anunciou que as demonstrações de combate serão o próximo passo para a seleção do programa OA-X, a aeronave leve de ataque destinado à USAF.

(Acima Avião Scorpion)

 Estes testes serão conduzidos dentro de condições reais estabelecidas pelos comandantes da USAF, o que, na opinião do Departamento de Defesa, fixa padrões de desempenho baixos demais para os modelos AT-6 e A-29, considerados pelos militares como sendo os mais bem cotados na concorrência, já que satisfizeram todas as especificações iniciais.

A USAF já opera os dois tipos ou variantes próximos. O Beechcraft AT-6 Wolverine é parente próximo do T-6 Texan II, utilizado por Marinha e Força Aérea para o treinamento primário de pilotos e, por sua vez, um derivado do Pilatus PC-9 suiço. Já o Super Tucano é operado pela 81º Esquadrão de Caça na Base Aérea Moody para treinar pilotos afegãos para utilização em missões antiterrorismo no Afeganistão.

Os dois favoritos da concorrência são os turbo-hélices AT-6 e Super Tucano, que preencheram as especificações iniciais e já são operados pela USAF

O Comando de Combate Aéreo da Força Aérea (ACC) está estudando como conduzir as demonstrações de combate. Uma das possibilidades é de basear as aeronaves em algum ponto do Oriente Médio para substituir os F-16 e A-10 em missões menos críticas.

É possível que os testes fiquem limitados aos AT-6 e A-29, que preencheram as especificações iniciais. O AT-802L é pressurizado e não dispõe de assento ejetável. Já o Scorpion tem custo de aquisição e operação elevado, por ser o único com motor a jato entre os concorrentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *